A Face de Deus no Rosto da Família
26/09/2018 13:43 em Pastoral

                A família é uma instituição divina, porque é um projeto de Deus, seu Criador. Ao formar o primeiro homem, Adão, percebeu Deus que este estava solitário, sentia solidão; por isso; fez-lhe Eva para ser sua companheira e adjutora. A solidão de Adão implicava uma necessidade de relacionamento, já que todo ser humano é um ser relacional. Assim, com Eva, Deus resolveu o primeiro problema de Adão, sua solidão, sua necessidade de ter relacionamentos com uma pessoa de sua mesma natureza. Com Eva, agora, Adão poderia compartilhar seus projetos, sonhos, alegrias, aventuras e desventuras. A partir de Adão e Eva, temos uma família, a primeira família.

 

                A família foi instituída por Deus como um lugar onde o casal pudesse estabelecer relações e vínculos de acolhimento, de amor, de proteção visando a perpetuação saudável da vida humana. Portanto, é no seio da família que se transmitem e se formam diversas configurações vinculares e relacionais. Sendo um importante campo para intervenção terapêutica, devido aos muitos conflitos que podem ali eclodir. Em tempos desafiadores, tempos pós-modernos, onde os relacionamentos e vínculos se tornaram incertos, líquidos ou superficiais, a família vem sendo deteriorada, sendo importante buscarmos compreender os diversos valores, ideias, sentimentos, emoções e experiências que guiam os relacionamentos e os vínculos familiares, a fim de que possamos contribuir para a formação de uma sociedade mais saudável e fraterna, norteada nos princípios da Palavra de Deus.

 

                Segundo Winnicott, “o primeiro espelho da criatura humana é o olhar de sua mãe, o sorriso dela, suas expressões faciais” (ZIMERMAN, David, p.25). Por essa razão, fica evidente que a família tem um papel estruturante no contexto das relações humanas e para a constituição psíquica do indivíduo. John Bolwby, autor da Teoria do Apego, afirma que as primeiras relações, isto é, aquelas tecidas no seio familiar vão ser fundamentais para a saúde mental da criança, tendo forte impacto sobre o indivíduo ao longo de sua vida.

 

                Assim sendo, a face de Deus precisa ser vista nos rostos dos pais por meio de uma linguagem que transmita acolhimento, amor, proteção e confiança aos seus filhos. É por meio da face dos pais que o primeiro rosto de Deus será apresentado à criança. Daí, a importância da família para o desenvolvimento saudável do ser humano.

 

Certo dia, Thomas Edson chegou em casa com um bilhete para sua e disse: “Meu professor me entregou este bilhete para entregar somente a você”. Os olhos de sua mãe começaram a lacrimejar e ela leu em voz alta: “Seu filho é um gênio. Esta escola é muito pequena para ele e não tem professores ao seu nível. Por favor, ensine-o, você mesma!”. Após o falecimento de sua mãe ele pegou a antiga carta escrita por seu professor, cujo conteúdo era diferente do que a sua mãe lera para ele, a carta dizia: “Seu filho é confuso e tem problemas mentais. Não vamos deixa-lo vir mais à escola!”.  Em seu diário, Thomas Edson escreveu que era uma criança confusa, mas graças a uma mãe heroína e dedicada, tornou-se o gênio do século.

Autor: Pastor Djalma Martins de Moura da ADNP

FaceBook Pr. Djalma

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!